Banner topo


COLUNISTAS - Marcelo Fiszner

O papel da cadeia de construção para a sustentabilidade energética



O estudo World Energy Outlook, divulgado em 2015, aponta que apenas a Índia terá 600 milhões de consumidores a mais de energia até 2040. No Brasil, a despesa governamental com eletricidade será de R$ 81 bilhões até 2018 (segundo dados do Ministério de Minas e Energia). Não é de hoje que o gasto excessivo de energia elétrica é uma questão amplamente discutida no Brasil e no mundo dentro do contexto de redução do impacto ambiental provocado pela expansão dos grandes centros urbanos. Além de investir em infraestrutura e tecnologia para geração e transmissão eficientes desse bem tão necessário (e caro), é preciso pensar em alternativas que evitem seu gasto desnecessário.

A cadeia de construção pode ser uma ótima aliada para atingir esse objetivo. Existem inúmeras inovações para as estruturas de escritórios, casas, apartamentos e fábricas serem mais econômicas e sustentáveis, com maior aproveitamento da luz solar e produtos que ajudam a manter a temperatura desejada nos interiores por mais tempo. Ao reduzir o uso do ar-condicionado, não só consumimos menos energia como diminuímos a emissão de gás carbônico na atmosfera – e combatemos as ilhas de calor que se formam nas grandes cidades.

Uma dessas inovações é a utilização de painéis termoisolantes. Antes pensados apenas para frigoríficos e galpões, a tecnologia de agora nos permite ter acesso a produtos leves e eficientes, aplicáveis em todo o tipo de construção. O isolamento térmico é um processo físico que reduz a troca térmica.

Na construção civil, este resultado é obtido com a utilização de painéis com propriedades específicas que minimizam a transmissão de calor entre os ambientes internos e externos. Os painéis termoisolantes feitos de poliuretano, além de eliminar praticamente toda a água utilizada na montagem da obra, reduz o consumo de energia em 60%, diminui a necessidade de mão de obra em 70% – permitindo sua reutilização em atividades mais qualificadas – e tem uma velocidade construtiva até 10 vezes mais rápida.

Com tantas propriedades mais sustentáveis, o produto foi escolhido pela Dow para ajudar na mitigação de gases de efeito estufa relacionados aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Vivemos em uma época de desafios para a sustentabilidade, mas também de vastas oportunidades. Grandes eventos, como este que o Rio de Janeiro irá sediar, passam agora a servir de catalisadores para o uso de novas tecnologias que suprem as necessidades de um mundo cada vez mais consciente e exigente do ponto de vista da inovação e da sustentabilidade.

O setor tem trabalhado para impulsionar práticas mais sustentáveis em toda a cadeia de construção, promovendo o engajamento de decisores e desenvolvendo produtos inovadores e mais sustentáveis, tendo como contexto esse momento único na história, em que Brasil e a América Latina recebem, pela primeira vez, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. 

Marcelo Fiszner é diretor de marketing de poliuretano da Dow para América Latina, empresa parceira oficial das Olimpíadas Rio 2016 e a única em mitigação de carbono dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Tags: Dow, eficiência energética, sustentabilidade, Jogos Olímpicos e Paralímpicos

MAIS NOTÍCIAS

02/03/2017 – Data Center Sustentável

Idealizada pelo Pátria Investimentos, primeiro empreendimento da ODATA será inaugurado em março de 2017...

17/02/2017 – Alexandre Brown, diretor da Expo Arquitetura Sustentável, fala sobre o mercado e sobre o evento

Mostra reúne conteúdo relevante e exibe soluções e tendências sustentáveis para todo setor da construção ...

13/02/2017 – Fórum Construção e Arquitetura Sustentável

Conteúdo de palestras retrata desafios e soluções para a sustentabilidade na construção civil e arquitetura no Brasil...

31/10/2016 – Empresas firmam parceria para potencializar soluções sustentáveis em MG

União promete reposicionar Estado no ranking nacional de empreendimentos sustentáveis...

03/10/2016 – Inovação e ecoefiência marcam exposição na FIMAI Ecomondo

Entre os destaques, agência italiana traz empresas do País para mostrar a expertise no tratamento de água e geração de energia por meio resíduos sólidos...

29/09/2016 – Sustentabilidade para resfriar concreto

Com o uso de nitrogênio, processo proporciona redução no uso de água e energia...

28/09/2016 – Sicredi conquista certificação por sustentabilidade em Centro Administrativo

Empresa conquistou a certificação LEED EB O&M Platinum. Este é o primeiro edifício no Brasil e o quarto na América Latina a receber o reconhecimento...

12/09/2016 – Pós em Construções Sustentáveis recebem inscrições

Profissionais da arquitetura e engenharia devem valorizar os novos conceitos e as tendências da sustentabilidade e do meio ambiente. Cursos na FAAP preparam o aluno para esse novo cenário...

08/09/2016 – Centro Sebrae de Sustentabilidade recebe certificação internacional

Edifício situado em Cuiabá conquistou a classificação “Excelente” do BREEAM In-Use, a mais alta em toda a América Latina...

16/08/2016 – Aeroporto RIOgaleão opera com novo sistema de tratamento de água

Águas que apresentam concentrações de óleo acima do permitido devem passar por um tratamento de separação da água e do óleo...

Publicidade | Anuncie

Banner topo

NOTÍCIAS

VÍDEOS

EDIÇÃO DO MÊS

GUIA DE SERVIÇOS

OLHO MÁGICO

NEWSLETTER

Publicidade |Anuncie

Banner botão
Regional Telhas
Quality Systems - 03/03/2015
Rain Bird - 04/05/2015
Sustentech