Banner topo


COLUNISTAS - Angela Freitas

Sementes de fertilidade ambiental e econômica



Há um enorme consenso global em torno da ideia de que as boas cidades do futuro serão dotadas de espaços públicos generosos, serão mais mistas (combinando moradia, comércio e serviços) e mais plurais (misturando diferentes faixas de renda) e, sobretudo, mais verdes. De fato, o "verdejamento", tanto de espaços livres como de áreas construídas parece ser uma tendência urbana inelutável.

Telhados arborizados, hortas urbanas, empenas produtivas ou cobertas por jardins são algumas das iniciativas que se somam a inúmeras outras dedicadas à sustentabilidade ambiental. Além da dimensão estética e de bem-estar, nitidamente temos nos projetos verdes a possibilidades de aumentar a eficiência econômica dos grandes centros urbanos, garantindo circularidade das águas e resíduos, barateando a geração de energia, diminuindo a pegada de carbono, gerando um ambiente mais propício à saúde e à longevidade.

Para que essa tendência avance de forma mais dinâmica, será fundamental a conjugação de esforços do governo e da iniciativa privada. Um bom exemplo de uma parceria público-privada orientada para a geração de espaços e edifícios verdes é o chamamento recém-concluído lançado pela Prefeitura de Paris, na França. Conhecido como "Réinventer Paris" – certame promovido pela Prefeita Anne Hidalgo para a venda de 23 propriedades públicas, no qual os compradores foram escolhidos não só pelo tamanho de oferta financeira (como num leilão tradicional), mas também pela qualidade do projeto apresentado para o imóvel pretendido – o processo gerou 22.000 m² de superfícies plantadas, 17.100 m² de espaços verdes acima do solo e 4 mil m² de superfícies permeáveis novas nas propriedades licitadas. Temos ali um testemunho da grande tendência ao verde que prevaleceu entre os projetos vitoriosos.

Um grande sucesso. Ainda mais que a operação gerou uma receita aos cofres públicos de 565 milhões de euros, após uma seleção entre mais de 800 propostas oriundas de vários países, que mobilizaram grandes nomes da arquitetura e urbanismo, como Shigueru Ban, Sou Fujimoto, David Chipperfield, Diller & Scofidio, entre outros.

A experiência de Paris inspira a reflexão para o mercado brasileiro. O País é considerado campeão mundial da biodiversidade com cerca de 20% das espécies de animais e plantas reconhecidas. Em contrapartida, sua maior metrópole, São Paulo, possui apenas 2,6 m² de vegetação por habitante – o que é aproximadamente 4,5 vezes menor do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 12 m².

Ou seja, está na hora de perceber que o verde é mais do que uma tendência. Ele é uma necessidade: seja para frear os danos ao meio ambiente, já que quando utilizado em edificações ele reflete maior eficiência energética; seja para reconectar as pessoas à natureza e seus antepassados para o desenvolvimento de um futuro diferente; seja para gerar recursos financeiros em benefício das cidades e da sua população.

Precisamos que sementes de novas ideias sejam plantadas e espalhadas no terreno do urbanismo, para acompanharmos a revolução que já começa a ser vencida pelo verde!

Angela Freitas é presidente da incorporadora Gamaro.

Tags: sustentabilidade, Paris, Incorporadora Gamaro, Angela Freitas

MAIS NOTÍCIAS

02/03/2017 – Data Center Sustentável

Idealizada pelo Pátria Investimentos, primeiro empreendimento da ODATA será inaugurado em março de 2017...

17/02/2017 – Alexandre Brown, diretor da Expo Arquitetura Sustentável, fala sobre o mercado e sobre o evento

Mostra reúne conteúdo relevante e exibe soluções e tendências sustentáveis para todo setor da construção ...

13/02/2017 – Fórum Construção e Arquitetura Sustentável

Conteúdo de palestras retrata desafios e soluções para a sustentabilidade na construção civil e arquitetura no Brasil...

31/10/2016 – Empresas firmam parceria para potencializar soluções sustentáveis em MG

União promete reposicionar Estado no ranking nacional de empreendimentos sustentáveis...

03/10/2016 – Inovação e ecoefiência marcam exposição na FIMAI Ecomondo

Entre os destaques, agência italiana traz empresas do País para mostrar a expertise no tratamento de água e geração de energia por meio resíduos sólidos...

29/09/2016 – Sustentabilidade para resfriar concreto

Com o uso de nitrogênio, processo proporciona redução no uso de água e energia...

28/09/2016 – Sicredi conquista certificação por sustentabilidade em Centro Administrativo

Empresa conquistou a certificação LEED EB O&M Platinum. Este é o primeiro edifício no Brasil e o quarto na América Latina a receber o reconhecimento...

12/09/2016 – Pós em Construções Sustentáveis recebem inscrições

Profissionais da arquitetura e engenharia devem valorizar os novos conceitos e as tendências da sustentabilidade e do meio ambiente. Cursos na FAAP preparam o aluno para esse novo cenário...

08/09/2016 – Centro Sebrae de Sustentabilidade recebe certificação internacional

Edifício situado em Cuiabá conquistou a classificação “Excelente” do BREEAM In-Use, a mais alta em toda a América Latina...

16/08/2016 – Aeroporto RIOgaleão opera com novo sistema de tratamento de água

Águas que apresentam concentrações de óleo acima do permitido devem passar por um tratamento de separação da água e do óleo...

Publicidade | Anuncie

Banner topo

NOTÍCIAS

VÍDEOS

EDIÇÃO DO MÊS

GUIA DE SERVIÇOS

OLHO MÁGICO

NEWSLETTER

Publicidade |Anuncie

Banner botão
Sustentech
Regional Telhas
Rain Bird - 04/05/2015
Quality Systems - 03/03/2015